Chinchero, arte sacra e tecidos da cultura andina

Há poucas semanas, tive a oportunidade de passear pela mágica cidade de Cusco e pelos seus arredores. Graças a essa escapada, uma das mais gratas memórias que tenho agora comigo é a visita ao povoado de Chinchero, um pequeno vilarejo no topo de um cerro a 3.600 m de altura, a somente 40 minutos ao nordeste de Cusco. A igreja colonial, as ruínas, as paisagens pitorescas e, o melhor de tudo… a mulher chincherina, com a sua simplicidade, candor, crenças, costumes e simpatia singular, roubaram de mim mais de um sorriso e suspiros de paz.
 
Em Chinchero, destaca-se a igreja construída durante os anos da colônia, onde se podem apreciar lindas telas da escola cusquenha, caracterizadas pelo uso exclusivo de temas religiosos, com o predomínio de vermelhos, amarelos, dourado e tons terra. As pinturas são o resultado da união de duas culturas, a clássica europeia e anseio dos pintores indígenas e mestiços de expressar a sua realidade e a sua visão na arte sacra, cuja finalidade é o culto ao sagrado ou divino.
 
Continuando o passeio, chegamos ao Centro de tecidos tradicionais de Cusco http://www.textilescusco.org/, associação sem fins lucrativos dirigida por Nilda Callañaupa Alvarez, que concebeu o projeto de recuperar os tecidos tradicionais andinos que iam desaparecendo silenciosamente. Em conjunto a cerca de vinte tecelãs, reúnem-se para recriar, com as suas mãos, as técnicas têxteis andinas que hoje se encontram cada vez menos em perigo de extinção.
 
O tecido faz parte da nossa história e da nossa tradição. Convido vocês a participar da reunião dessas comunidades de tecelãs que constitui um acontecimento social completo, onde afloram os valores, o idioma quéchua e os costumes dos nossos antepassados. O motivo de cada peça é tão singular que não existem dois tecidos iguais e cada um traz consigo os elementos de um meio de comunicação, códigos e figuras que determinam a representação do mundo andino atual, a cosmovisão, as crenças e as tradições ancestrais.
 
Finalmente, Chinchero tem uma das mais importantes feiras da região devido à alta qualidade dos produtos artesanais oferecidos, reconhecidos internacionalmente pelo excelente trabalho e pela beleza. O domingo é o dia ideal para visitar a feira.
 
Vamos incluir Chinchero na nossa lista de lugares indispensáveis de visitar em Cusco e deixe que a natureza e a magia andinas cuidem de você.

Nuestros Bloggers

Supervisor
Ejecutivo(a) de Cuentas
Gerente Europa & Australia / Nueva Zelanda
Ejecutivo(a) de Cuentas
Ejecutivo(a) de Cuentas